Amamentar

O sítio do Aleitamento Materno para cidadãos e profissionais de saúde

  

Notícias

Artigos | Categorias | Pesquisa

sexta-feira, 12 de Outubro de 2007
Efeitos benéficos do leite materno em recém nascidos de extremo baixo peso (< 1000 g) persistem aos 30 meses de idade corrigida
Por admin @ 16:31 :: 5221 Visualizações :: 5 Comentários ::
 

 Um artigo publicado na revista Pediatrics, no número de Outubro de 2007, afirma que nesta população tão vunerável existem benefícios que persistem aos 30 meses de idade corrigida. O estudo multicêntrico foi conduzido em 12 hospitais norte americanos que integram a National Institute of Child Health and Human Development Neonatal Research Network. 

          Os autores mostraram que por cada 10 ml/Kg/dia de leite humano ingerido se associou com melhor desempenho em escalas de desenvolvimento mental, psicomotor, de comportamento e ainda menor probabilidade de reinternamento. 

          Salientam a necessidade de manter os esforços para fornecer, a estes recém nascidos de muito baixo peso, o leite materno durante e após o internamento.

Idade corrigida= idade pos natal + (40- idade gestacional ao nascer)

 

Vohr BR, Poindexter BB, Dusick AM, McKinley LT, Higgins RD, Langer JC, Poole WK; National Institute of Child Health and Human Development National Research Network. Persistent beneficial effects of breast milk ingested in the neonatal intensive care unit on outcomes of extremely low birth weight infants at 30 months of age. Pediatrics 2007 Oct;120(4): e953-9.

ABSTRACT

BACKGROUND We previously reported beneficial effects of breast milk ingestion by infants with extremely low birth weight in the NICU on developmental outcomes at 18 months’ corrected age. The objective of this study was to determine whether these effects of breast milk in infants with extremely low birth weight persisted at 30 months’ corrected age.

METHODS. Nutrition data, including enteral and parenteral feeds, were prospectively collected, and 30 months’ corrected age follow-up assessments were completed on 773 infants with extremely low birth weight who participated in the National Institute of Child Health and Human Development Neonatal Research Network Glutamine Trial. A total of 593 ingested some breast milk during the neonatal hospitalization, and 180 ingested none. Neonatal feeding characteristics and morbidities and 30-month interim history, neurodevelopmental outcomes, and growth parameters were analyzed. Children were divided into quintiles of breast milk volume to evaluate the effects of volume of human milk ingested during the NICU hospitalization.

RESULTS. At 30 months, increased ingestion of breast milk was associated with higher Bayley Mental Developmental Index scores, higher Bayley behavior score percentiles for emotional regulation, and fewer rehospitalizations between discharge and 30 months. There were no differences in growth parameters or cerebral palsy. For every 10 mL/kg per day increase in breast milk, the Mental Developmental Index increased by 0.59 points, the Psychomotor Developmental Index by 0.56 points, and the total behavior percentile score by 0.99 points, and the risk of rehospitalization between discharge and 30 months decreased by 5%.

CONCLUSIONS. Beneficial effects of ingestion of breast milk in the NICU persist at 30 months’ corrected age in this vulnerable extremely low birth weight population. Continued efforts must be made to offer breast milk to all extremely low birth weight infants both in the NICU and after discharge.

http://pediatrics.aappublications.org/cgi/content/abstract/120/4/e953

Classificação
Comentários
por Isabel Loureiro @ domingo, 14 de Outubro de 2007 19:44
Extremamente importante e deveria estar associado à pesquisa em como extrair e conservar o leite materno. Deveria ser também um estímulo à criação de bancos de leite que não existem, ainda em Portugal.

por ofélialopes @ quarta-feira, 8 de Abril de 2009 15:31
Esperemos que o esforço que está a ser feito na MAC, dê frutos , e que pelo menos os pré-termos aqui nascidos tenham a possibilidade de usufruir desse bem tão precioso que lhes pode salvar a vida. O Banco ainda não funciona mas tudo anda tão lentamente neste país.

por Mónica Pina @ sábado, 9 de Maio de 2009 15:40
cara ofélia, atnes do banco de leite estar pronto, há muito que se pode fazer. apoiar as mães, permitir o máximo de contacto pele com pele entre mãe e bebé, como preconizado pelos cuidados canguru, e como já se faz nalgumas unidades europeias. isso permitiria que mjitos dos bebés pequenos para a idade gestacional e bebés prematuros mais "pesadinhos" pudessem ser alimentados com leite materno. Enquanto se espera pelo Banco, ainda há muito trabalho a fazer no nosso país.

por Joana @ quarta-feira, 22 de Dezembro de 2010 16:43
É obviamente de extrema importancia amamentar. O leite matrno è, como todos sabem, o melhor alimento para um bébe. Se ha bebes a necessitar dele, deveria existir, mesmo, um Banco de Leite. Ate porque uma mae pode doar o seu leite sem problemas no que respeita a "regularidade" da amamentaçao do seu proprio filho. Prolactina ha muita! =) Doar nao custa nem interfere na amamentaçao do bebe.

por Joana @ quarta-feira, 22 de Dezembro de 2010 16:43
É obviamente de extrema importancia amamentar. O leite matrno è, como todos sabem, o melhor alimento para um bébe. Se ha bebes a necessitar dele, deveria existir, mesmo, um Banco de Leite. Ate porque uma mae pode doar o seu leite sem problemas no que respeita a "regularidade" da amamentaçao do seu proprio filho. Prolactina ha muita! =) Doar nao custa nem interfere na amamentaçao do bebe.

Carregue aqui para comentar
 Imprimir   
Pesquisa

Estatísticas
Links importantes
Login


Privacidade | Condições de Utilização