Amamentar

O sítio do Aleitamento Materno para cidadãos e profissionais de saúde

  

A alta da maternidade
A alta da maternidade acontece cada vez mais cedo, embora entre nós não se tenha ainda chegado a extremos como noutros países. De qualquer forma a alta, normalmente entre o 2º e o 4º dia pós parto, acontece numa altura que, na maioria dos casos, não existe uma amamentação bem estabelecida; muitas vezes ainda não se deu a ?descida? do leite, ou verificam-se outras dificuldades como má pega do bebé, ansiedade da mãe ou outra. O ideal seria que só se verificasse a saída de mãe e filho do hospital quando a amamentação estivesse bem estabelecida.
 

Antes da alta do hospital devem ser identificados os problemas e as dificuldades possíveis, de forma a poderem ser corrigidos ou antecipados ainda no hospital. Todos os recém nascidos devem ser observados 2 a 4 dias após a alta, e essa avaliação deve incluir o bem estar do bebé e o sucesso do estabelecimento do aleitamento materno. A mãe deve ser encaminhada para um profissional com experiência em aleitamento materno.

Se o bebé não se está a amamentar bem no momento da alta deve ser ensinado à mãe a extracção manual de leite ou com a ajuda de uma bomba. Se o bebé necessitar de suplemento, deve ser dada prioridade à administração, por copo, do leite materno se a produção for adequada. Ao evitar-se o uso de biberões, e dando o leite por copo, está a evitar-se a confusão que o bebé faz entre a mama e o biberão (?confusão de mamilos?), permitindo aumentar a duração da amamentação.

 
Aquando da alta da maternidade, a mãe deve sentir-se confiante no que respeita à amamentação, e para que isso seja possível deverá ser informada sobre: 
      • aimportância do aleitamento materno a pedido;
      • como reconhecer os sinais de fome do bebé;
      • como posicionar correctamente e conseguir uma boa pega;
      • porque deve evitar leites artificiais;
      • porque deve evitar chupetas e biberões.
 Deve ser discutido com a mãe o seguimento do aleitamento materno, contemplando: 
      • a quem pode recorrer;
      • por que meio o pode fazer (telefone, pessoalmente, etc.);
      • quando o pode fazer;
      • que tipo de ajuda pode obter.
 Imprimir   
Pesquisa

Estatísticas
Links importantes
Login


Privacidade | Condições de Utilização