Amamentar

O sítio do Aleitamento Materno para cidadãos e profissionais de saúde

  

A importância de falar em aleitamento materno

          

O Aleitamento Materno é o método óptimo de alimentação de recém nascidos e crianças pequenas, proporcionando um alimento natural, especialmente preparado (específico de espécie), com as características nutricionais que permitem crescimento e desenvolvimento saudáveis. O leite humano é um alimento com propriedades anti infecciosas e imunológicas que conferem protecção para numerosas doenças. O aleitamento materno aumenta a saúde física e emocional da mulher e da criança e apresenta vantagens económicas, ambientais e sociais.

Amamentar é uma arte que se aprende. Algumas mães amamentam com facilidade, não se confrontando com problemas, mas outras encontram muitas dificuldades e muitas contrariedades que impedem o sucesso da amamentação. Estas mulheres precisam de apoio, aconselhamento e ajuda prática e não dispõem, como era habitual, de pessoas experientes à sua volta, não vêem outras muitas vezes a dar de mamar, não têm modelos e pelo contrário podem, até, ser muito desencorajadas.

Tradicionalmente aprendia-se com a mãe, a avó, com irmãs mais velhas, vizinhas ou amigas, mas hoje, por diversos motivos, é mais difícil encontrar alguém a quem recorrer e a quem pedir apoio e ajuda. Por isso, os profissionais de saúde têm que desempenhar esse papel de amigos, conselheiros, confidentes.

As mães respeitam os profissionais de saúde, procuram-nos e confiam nas informações e no apoio por eles disponibilizado, e isto também se aplica no caso do aleitamento materno. Os conhecimentos, as atitudes e práticas dos profissionais assim como as suas capacidades para lidar com os problemas podem influenciar muito no sucesso ou insucesso da amamentação, e para isso é necessária formação apropriada.

Contudo, nem sempre  a formação é a mais adequada e os profissionais baseiam-se muitas vezes no que ouviram, no que aprenderam com os outros (mais velhos), na sua própria experiência ao longo do tempo. Todos os profissionais de saúde devem obter formação em aleitamento materno e actualização constante dos vários aspectos com ele relacionados. Seja médico (pediatra, obstetra, médico de família), enfermeira (parteira, de cuidados familiares) ou outro profissional deve adquirir conhecimentos teóricos, práticos e capacidades de aconselhamento às mães; deve adquirir conhecimentos sobre as vantagens do aleitamento materno, a fisiologia, técnica de amamentação assim como as situações mais comuns com que se pode confrontar na sua prática profissional diária.

A atitude perante o aleitamento materno deve ser profissional, porque é um tema profissional. Não é suficiente a experiência pessoal, seja ela qual for, tal como acontece com outros assuntos da prática habitual dos profissionais. É um assunto que requer formação adequada, organizada, contínua.

Este sítio não pretende substituir-se a uma formação organizada e contínua nos Serviços de Saúde, mas sim constituir uma peça da formação e uma âncora de auxílio, com informação práticasobre como ajudar as mulheres, prevenir problemas e resolvê-los se acontecerem. Pretende contribuir para que os profissionais de saúde partilhem de informação actualizada, com uma vertente prática, com conhecimentos, atitudes e uma linguagem comum a todos.

Muita da informação disponibilizada é baseada em documentos da Organização Mundial de Saúde, livremente adaptados.

 

 Imprimir   
Pesquisa

Estatísticas
Links importantes
Login


Privacidade | Condições de Utilização